Desenvolvimento de aplicativos: etapas, como fazer e quanto custa

Desenvolvimento de aplicativos

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O que acha de crescer e lucrar tendo no desenvolvimento de aplicativos o seu trampolim para o sucesso?

A gente entende que, sim, não há como um negócio ou projeto dar certo atualmente sem um app.

Afinal, só no Brasil, são mais de 225 milhões de celulares ativos, segundo dados da Teleco.

Ou seja, há mais aparelhos do que habitantes em nosso país.

Isso significa não apenas que as pessoas utilizam seus smartphones para tudo: quer dizer também que boas oportunidades se abrem para quem explora o mercado digital.

Entenda neste artigo qual é a relevância de fazer esse investimento, quais são as etapas do processo, os custos envolvidos e como escolher a parceira certa para ajudar você.

Desenvolvimento de aplicativos: o que é?

O desenvolvimento de um aplicativo é o processo de elaboração de um programa que será usado em um dispositivo móvel.

Para isso, são empregadas linguagens de programação que variam conforme as plataformas nas quais o seu app estará disponível.

Além da parte técnica, a construção vai levar em conta quais são os propósitos do software e o design desejado, entre outros aspectos.

Criar um aplicativo parte da vontade que se tem de oferecer um serviço diferenciado para o público e seus clientes.

Em outras palavras, a concepção de um app significa o início da criação de um novo “braço” para sua empresa ou projeto, de um novo recurso que você vai oferecer, mas que também terá que administrar.

Por que desenvolver seu próprio app?

A necessidade de desenvolver um app próprio fica evidente quando olhamos para alguns dados sobre o comportamento dos usuários de smartphones.

De acordo com um relatório da Fundação Getúlio Vargas, no Brasil foram registrados 230 milhões de celulares em uso em 2019.

Já o Panorama Uso de Apps no Brasil, divulgado em maio de 2020, mostra que 97% dos usuários brasileiros já baixou algum aplicativo no smartphone.

Se você pensar no uso do seu próprio smartphone, talvez perceba o quanto ele está baseado na praticidade dos apps instalados.

Seja para se comunicar com pessoas, pagar contas, comprar produtos ou até se exercitar, eles são usados a todo momento.

Dados da consultoria App Annie revelam que, em 2019, o brasileiro utilizou apps por, em média, 3 horas e 45 minutos diariamente.

Isso coloca o Brasil no terceiro lugar do ranking de países que passam mais tempo utilizado aplicativos.

Desse modo, ter um app próprio significa estar presente nesse mundo digital.

Mais do que isso, é uma forma de se manter competitivo no mercado.

Desenvolver um bom aplicativo também ajuda a aprimorar a imagem e a credibilidade da sua marca, seja ela pessoal, profissional ou empresarial.

Afinal, a presença digital demonstra não só a preocupação em oferecer o melhor serviço, mas também indica que você está acompanhando as inovações.

Etapas do desenvolvimento de aplicativos

A construção de um aplicativo demanda alguns passos importantes.

Tudo começa por entender os principais objetivos e resultados esperados com o programa.

Pode parecer complicado, mas seguir algumas etapas ajuda a garantir o sucesso do processo. 

Conheça quais são elas a seguir!

Planejamento: objetivos e público-alvo

A primeira ação a ser tomada é entender o propósito do aplicativo e qual demanda ele vai suprir.

Sem essas definições o processo pode ser muito confuso.

Além disso, é preciso saber quem é o público-alvo, ou seja, para qual faixa etária ou faixa de renda você está direcionando o aplicativo.

Isso ajudará na hora de pensar as funcionalidades, a linguagem e o visual do app.

Esboço: design e características

A interface do seu aplicativo faz muita diferença para a experiência do usuário.

Então, essa é a hora de pensar no wireframe, um protótipo que vai projetar a cara do aplicativo.

O storyboard também é estudado nesta etapa.

Ele propõe como as páginas vão interagir e qual será o fluxo de navegação dentro do app.

Linguagem e tecnologias

A linguagem de programação do seu aplicativo considera os sistemas operacionais dos smartphones.

As plataformas Android e iOS exigem linguagens diferentes, sendo que as mais utilizadas são a Java e a Objective-C, respectivamente.

Você também terá que optar por utilizar um sistema híbrido ou nativo.

Os nativos são desenvolvidos especificamente para cada sistema operacional e sua maior vantagem é conseguir usar todas as funcionalidades do smartphone.

Já os híbridos rodam em ambos os sistemas operacionais, porém necessitam de internet para funcionar e podem apresentar problemas com plugins.

Fase de testes

Depois de realizado o trabalho de programação, é hora de testar o app.

Ele precisa ser avaliado em relação ao seu desempenho velocidade e efetividade e à compatibilidade, que verifica falhas do aplicativo referentes ao sistema operacional.

Testar a experiência do usuário no que diz respeito à aparência e usabilidade também é essencial.

Lançamento nas plataformas

Chegada a hora de lançar o aplicativo na loja do sistema operacional, é preciso pensar em como “vender” seu produto.

Alguns pontos importantes nesse momento são a escolha de um bom ícone, uma descrição completa do que o app oferece, espaço para avaliações e fotos das telas para dar mais segurança ao usuário.

Não se esqueça de sempre ter atenção aos feedbacks dos clientes para que qualquer erro possa ser corrigido.

Quanto custa desenvolver um aplicativo?

O investimento feito para a criação de um aplicativo pode parecer alto, mas compensa no médio e longo prazo.

O custo é difícil de estimar, já que cada detalhe da programação do projeto vai alterar o valor.

Além disso, é preciso contabilizar o tempo que a equipe de desenvolvimento vai precisar para planejar e testar o app.

Ainda assim, para você não ficar sem resposta, anote aí: em média, o preço pode variar entre R$ 15 mil e R$ 80 mil para aplicativos básicos.

Como escolher uma empresa de desenvolvimento?

Contar com o conhecimento especializado de uma empresa de desenvolvimento é fundamental para o sucesso do seu investimento.

O próprio planejamento prévio do seu aplicativo vai ajudar na hora de escolher o desenvolvedor.

Ou seja, é preciso ter certeza do produto que você vai encomendar.

Em cada empresa pesquisada, confira outros trabalhos já desenvolvidos por ela – a dica é checar alguns dos aplicativos do portfólio e fazer sua própria avaliação de qualidade.

Faça isso com várias alternativas e descubra qual consegue entregar apps mais próximos do que você idealiza.

Compare não só os valores cobrados, mas as metodologias utilizadas, e prefira as empresas que permitam que você participe do processo de construção do programa.

Por fim, lembre que será necessário utilizar os serviços da parceira depois que o aplicativo for lançado.

Afinal, atualizações e melhorias serão importantes para manter seu app com a mais alta qualidade.

Conclusão

Pronto para tirar as ideias do papel?

O processo pode ser desafiador, mas oferecer um bom aplicativo é essencial para o crescimento dos negócios.

Nesse momento, conte com quem entende do assunto: entre em contato com a equipe do Mundo DevOps, faça seu orçamento e tenha a segurança de que vai encontrar as soluções que precisa.

Assine a nossa newsletter

Receba atualizações e aprenda com os melhores

Veja mais

Você Quer Impulsionar Seu Negócio?

mande-nos uma mensagem e mantenha contato

Atendimento Mundo DevOps
Enviar via WhatsApp