Aplicativos Nativos (Android e iOS)

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

De forma simplicada podemos afirmar que, aplicativos mobile nativos são aqueles desenvolvidos para uma plataforma específica, utilizando linguagens de programação próprias da plataforma. Alguns exemplos são: a linguagem Java que é utilizada pelo sistema Android e a Swift que é utilizada para iOS (Apple). De acordo com o IDC – International Data Corporation -, essas duas plataformas são utilizadas por 99,7% dos smartphones no mundo.
A publicação e as atualizações dos aplicativos nativos ocorrem por meio das lojas virtuais oficiais (App Store e Play Store) e estão sujeitas a diversas regras e processos. O que significa que o ciclo de atualizações é muito mais longo para seus aplicativos móveis.
O cenário ideal para o uso de apps nativos tem a presença de aplicativos complexos ou focados na experiência do usuário e também quando ocorre a exigência de processamento de dados pesado.

  1. Pontos positivos dos aplicativos nativos
    Os aplicativos nativos são otimizados para a plataforma, o que implica em dizer que oferecem uma ótima performance, processamento de informações e integrações com o OS (Operation System). Eles funcionam de forma fluída e rápida, o que é essencial para aplicativos com interfaces de usuários (UI) elaboradas.
  2. Pontos negativos dos aplicativos nativos
    Um dos principais pontos negativos é o fato de que, a empresa deverá desenvolver duas aplicações distintas para atender boa parte do mercado. Inicialmente, será necessário realizar maiores investimentos no desenvolvimento do aplicativo para iOS e Android. Por serem dois apps, a manutenção e suporte deles também gerará impactos no orçamento da empresa a longo prazo.

Assine a nossa newsletter

Receba atualizações e aprenda com os melhores

Veja mais

Você Quer Impulsionar Seu Negócio?

mande-nos uma mensagem e mantenha contato

Atendimento Mundo DevOps
Enviar via WhatsApp